eu cronico, nós cronicamos

O poder das palavras 

       ​Quem não gosta de dar umas dentadas ocasionais num belo e saboroso dente de alho? Acredito que muita gente torceu o nariz agora… Não sou adepta deste alimento. Na verdade, a minha veia vampiresca exalta-se em nojo quando os vê. Não gosto do cheiro, do aspeto, do sabor, do preço  (especialmente o… Continuar lendo O poder das palavras 

Anúncios
Contos

Olá, velha amiga

       Sentada no escuro, a cara sem expressão durante dias, dou por mim a pensar no que estou a sentir. Sem ser alegria, sem ser tristeza, sem ser apatia. É um vazio, um vazio que não consigo explicar. Estou realizada e ao mesmo tempo não estou, quero desabafar e imediatamente ativo o modo… Continuar lendo Olá, velha amiga

(In)livros

Uso 48, e daí?

               Na continuação da minha missão para divulgar os belos e perdidos contos do Wattpad, venho com mais um post apresentando, desta vez, a fantasia aliada à realidade de maneira assustadora pela novidade.        Vencedora do selo #GIRLPOWER, Melina é uma jovem mulher que reflete muito bem… Continuar lendo Uso 48, e daí?

(In)livros

O macaco que amava Shakespeare 

                    Com o intuito de ajudar as pérolas perdidas do Wattpad a serem divulgadas tal como merecem, decidi dar o meu contributo nessa tarefa, apresentando as brilhantes sugestões feitas lá no Wattpad aqui no blog.        Assim, dando início a este desfile de estrelas, começo… Continuar lendo O macaco que amava Shakespeare 

Auto-desafios

Adivinhem quem voltou…

       ​Confesso que não sou uma seguidora fervorosa dos pressupostos (às vezes loucos) da moda. Não aprecio os tons fluorescentes, não gosto das transparências e o veludo e eu não somos propriamente amigos. No entanto, não sou uma anti-moda: há coisas realmente fantásticas, como as que trago hoje.        Digam lá… Continuar lendo Adivinhem quem voltou…

(In)livros

Hate list

​Sinopse E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas… Continuar lendo Hate list

Páginas soltas

Vida de escritor

Quem nunca acordou às tantas da manhã com uma ideia brilhante vinda do nada mas a cama está demasiado quentinha? Já me aconteceu algumas vezes, especialmente na poesia. Na manhã seguinte ficava em modelo Pensador a tentar resgatar a ideia 😄 Aquela vergonha que bate cá dentro quando se veem os primeiros rascunhos... Mas não… Continuar lendo Vida de escritor

Contos

Como evoluímos…

       Já repararam que, apesar da evolução, regredimos constantemente? Como é que perdemos tanto mas dizemos ganhar muito? A evolução valerá mesmo a pena...? A cada momento me parece melhor viver numa infância constante.        Quando era uma pequena menina, onde sonhar era uma constante e me fazia feliz, lembro-me que… Continuar lendo Como evoluímos…