(In)livros

Contos Que Eu Não Conto Pra Ninguém 

       Quer uma leitura calma, casual e recorrente? Tenho boas notícias, não veio ao sítio certo!         Mas se assim como eu quer roer as unhas, sentir o coração acelerado ou apertado então sente-se e conecte-se no Wattpad para ler esta bela coletânea de contos. Todos eles têm uma pitada de… Continuar lendo Contos Que Eu Não Conto Pra Ninguém 

Anúncios
eu cronico, nós cronicamos

O poder das palavras 

       ​Quem não gosta de dar umas dentadas ocasionais num belo e saboroso dente de alho? Acredito que muita gente torceu o nariz agora… Não sou adepta deste alimento. Na verdade, a minha veia vampiresca exalta-se em nojo quando os vê. Não gosto do cheiro, do aspeto, do sabor, do preço  (especialmente o… Continuar lendo O poder das palavras 

(In)livros

O macaco que amava Shakespeare 

                    Com o intuito de ajudar as pérolas perdidas do Wattpad a serem divulgadas tal como merecem, decidi dar o meu contributo nessa tarefa, apresentando as brilhantes sugestões feitas lá no Wattpad aqui no blog.        Assim, dando início a este desfile de estrelas, começo… Continuar lendo O macaco que amava Shakespeare 

Auto-desafios

Adivinhem quem voltou…

       ​Confesso que não sou uma seguidora fervorosa dos pressupostos (às vezes loucos) da moda. Não aprecio os tons fluorescentes, não gosto das transparências e o veludo e eu não somos propriamente amigos. No entanto, não sou uma anti-moda: há coisas realmente fantásticas, como as que trago hoje.        Digam lá… Continuar lendo Adivinhem quem voltou…

(In)livros

Hate list

​Sinopse E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas… Continuar lendo Hate list

Páginas soltas

Vida de escritor

Quem nunca acordou às tantas da manhã com uma ideia brilhante vinda do nada mas a cama está demasiado quentinha? Já me aconteceu algumas vezes, especialmente na poesia. Na manhã seguinte ficava em modelo Pensador a tentar resgatar a ideia 😄 Aquela vergonha que bate cá dentro quando se veem os primeiros rascunhos... Mas não… Continuar lendo Vida de escritor